Santa Cruz Ocean Spirit Últimas Notícias http://www.oceanspirit.pt/ KohanaPHP Santa Cruz Ocean Spirit nomeado para Iberian Festival Awards - votação online a decorrer http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/105 <![CDATA[<p> O Santa Cruz Ocean Spirit, que se realiza anualmente em Santa Cruz - Torres Vedras e comemorou a sua 10.ª edição este ano, está nomeado para os Iberian Festival Awards em duas categorias: "Melhor Festival de Média Dimensão" e "Contributo para a Sustentabilidade". Existem categorias com decisão exclusiva do público (caso da primeira categoria) e outras por um painel de jurados. Cada categoria terá anúncio dos dez finalistas correspondentes no dia 25 de janeiro. </p> <p> Na categoria "Melhor Festival de Média Dimensão", categoria que integra os festivais de música que têm entre 1.500 e 10 mil pessoas, o Santa Cruz Ocean Spirit apresentou uma média diária de 9 mil pessoas na edição de 2016. Nomes como Inner Circle, Mundo Segundo, NBC, Beatbombers, Pow Pow Movement, entre outros nomes, trouxeram grande afluência de público à Aldeia Neptuno. Esta é uma categoria com decisão do público e a votação online poderá ser realizada em: <a href="https://pt.surveymonkey.com/r/ifa2017">https://pt.surveymonkey.com/r/ifa2017</a>. </p> <p> No âmbito da categoria "Contributo para a Sustentabilidade", desde a sua primeira edição que o Santa Cruz Ocean Spirit tem no seu ADN a questão ambiental, de preservação do meio ambiente, de sensibilização ambiental e de promoção de hábitos de vida saudáveis. Neste contexto, em 2016, foram recolhidos 4.045 kg de resíduos diferenciados (560 kg de papel; 1905 kg de embalagens e 1580 kg de vidro) e 5800 kg de lixo indiferenciado. Além da recolha de resíduos, o Ocean Spirit é um "Eco-Evento", tendo recebido a certificação 3R pela Sociedade Ponto Verde, pela minimização, voluntária, do impacto ambiental, social e económico dos resíduos produzidos pelas suas atividades. Já no campo da sensibilização ambiental, as ações do serviço pedagógico, realizadas diariamente, contaram com a participação de 1084 crianças, no total dos 11 dias do evento, em 2016. Esta categoria é sujeita a avaliação de painel de jurados. </p> <p> Os Iberian Festival Awards foram criados pela Associação Portuguesa de Festivais de Música - APORFEST- para distinguir os melhores festivais de música de Portugal e Espanha e para suscitar sinergias entre os dois países. </p> <p> O Santa Cruz Ocean Spirit conta com 10 anos de existência e tem tido um crescimento equilibrado e consolidado nas últimas edições. Diferenciador face aos restantes festivais existentes, vive a praia na sua plenitude, juntando a componente desportiva, de sensibilização ambiental e da música.<br /> Em 2016 contou com cerca de 100.000 espetadores/visitantes. </p> Wed, 07 Dec 2016 00:00:00 +0000 4 toneladas de resíduos diferenciados foram recolhidas no Santa Cruz Ocean Spirit http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/104 <![CDATA[<p> 4.045kg de resíduos diferenciados foram recolhidos no âmbito do festival de desportos de ondas Santa Cruz Ocean Spirit. </p> <p> Desse total, 560kg eram papel, 1.905kg embalagens e 1.580kg vidro. </p> <p> Paralelamente foram recolhidos 5.800kg de lixo indiferenciado. </p> <p> Recorde-se que o Ocean Spirit é um "eco-evento", tendo nesse âmbito recebido a certificação 3R pela Sociedade Ponto Verde. Trata-se de uma certificação dirigida a entidades "que, voluntariamente, pretendem minimizar o impacto ambiental, social e económico dos resíduos produzidos pelas suas atividades e iniciativas, bem como elevar junto do público o seu capital de reconhecimento e credibilidade em matéria de sustentabilidade". </p> Thu, 18 Aug 2016 00:00:00 +0100 100.000 pessoas passaram este ano pelo evento e já há data para 2017 http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/103 <![CDATA[<p> A 10.ª edição do Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley chegou ao fim no passado domingo, com cerca de 100.000 pessoas a passarem pelo evento, de dia e de noite. Foram 10 dias de muita ação e também muita música a encher a Aldeia Neptuno, na praia Centro, em Santa Cruz, Torres Vedras. Mas já há datas para 2017: o evento vai decorrer de 14 a 23 de julho e promete muito mais animação e muitos mais atletas. </p> <p> No desporto, destaque para a prova Santa Cruz Pro – QS 100 da WSl e do Mundial de Waveski, mas também para o Internacional de Skimboard, o nacional de Bodysurf, sourf adaptado e a prova de natação em águas abertas. Foram mais de 300 atletas nas ondas de Santa Cruz e que marcaram presença nesta 10.ª edição. “Para 2017 queremos passar de 300 para 400 atletas. Vamos reunir sinergias para fazer o melhor evento de desportos de ondas do mundo. É esse o objetivo que queremos alcançar”, disse o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, no encerramento no passado domingo. </p> <p> À noite, destaque para o concerto dos jamaicanos Inner Circle, os portugueses NBC e Mundo Segundo e os alemães Pow Pow Movement. Nomes como Beatbombers, Overule ft MC Virgul, Olga Ryazanova, Putzgrilla, Supa Squad e Meninos da Vadiagem, entre muitos outros, também passaram pelo palco principal. </p> <p> Na última noite do evento, uma homenagem. No palco, e antes da entrada de NBC, um artista da terra, foram atribuídas quatro Medalhas da Cidade, uma iniciativa da Câmara Municipal de Torres Vedras, que distinguiu quatro individualidades pelo contributo dado ao desenvolvimento dos desportos de ondas em Santa Cruz. As distinções foram assim entregues a José Soares, ex-presidente da Federação Portuguesa de Surf; Carlos Dias, patrocinador e organizador de inúmeras provas e fundador da ManelSport; José Manuel “Botafora”, um dos primeiros surfistas locais; e Bruno Melo, um reconhecido water man e mentor e um dos fundadores do Santa Cruz Ocean Spirit. </p> <p> “Queremos distinguir quatro personalidades torrienses que muito têm contribuído para o desenvolvimento dos desportos de ondas. São eles Bruno Melo que fez com que seja possível estarmos aqui hoje, que na altura fez o desafio ao então presidente da Câmara, desafio esse que o Dr. Carlos Miguel (anterior presidente) desde logo aceitou e assim se avançou com o projeto. Também ao José Soares que foi durante muitos anos presidente da FPS e que deu muito ao surf. Distinção também para uma das primeiras pessoas q vi a fazer surf em Santa Cruz: José Manuel “Botafora”, e ainda a Carlos Dias, da ManelSport, que tem feito um trabalho de excelência não só na venda de produtos mas a acompanhar alguns jovens atletas e sempre a puxar por Santa Cruz”, disse o presidente da autarquia, Carlos Bernardes. </p> <p> O responsável destacou ainda o facto de esta 10.ª edição ter contado com uma Certificação Ambiental da Sociedade Ponto Verde, o que tornou o Ocean Spirit num ecoevento. “Este evento é hoje é uma referência pela positiva, contámos com uma certificação ambiental, e hoje posso dizer sim, que é um ecoevento, pois recolhemos 3,5 toneladas de lixo, e conseguimos reciclar quase 2 toneladas do que foi recolhido. Um muito obrigado à Sociedade Ponte Verde e à SUMA por este excelente trabalho”, avançou. </p> <p> De notar também que na última noite foi ainda atribuído o prémio EcoBar, ao espaço de restauração que na Aldeia Neptuno teve melhores práticas ambientais e fez uma melhor separação dos resíduos. O espaço vencedor foi o Spirit Bar, representado por Jaime Alves, que também subiu ao palco e recebeu o prémio das mãos do diretor geral da Sociedade Ponto Verde, Luís Veiga Martins. </p> <p> Seguiu-se um concerto de NBC, um torriense que é também um elemento de um dos grupos mais antigos no cenário do Hip Hop Português, conta já com mais de 20 anos de carreira. Neste concerto, NBC trouxe alguns convidados, entre eles Sir Scratch e Bob da Rage Sense. </p> <p> De realçar também as atividades pedagógicas realizadas durante todo o evento pelo Serviço Educativo da Câmara Municipal e dos SMAS, sempre com a temática da Biodiversidade como tema principal, e que contou com a participação de 1079 crianças. </p> <p> Por fim, um agradecimento especial a todos os patrocinadores: Ao patrocinador principal Tetley. Aos patrocinadores águas do Vimeiro, MEO, Montepio e Shine Media; à rádio oficial Mega Hits; à televisão oficial Fuel TV; aos apoios institucionais do Turismo de Portugal e do Turismo do Centro; aos apoios à divulgação da Beachcam, Kayaksurf.net, Portal Aventuras, Vert Magazine e Torres Vedras Web;  e ao apoio da RPower, da Toitorres-Toyota e do Oeste Portugal. </p> <p> O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley foi uma organização da Câmara Municipal de Torres Vedras e da Associação Santa Cruz Ocean Spirit. </p> Tue, 26 Jul 2016 00:00:00 +0100 Já há vencedores dos Mundiais de surf e waveski http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/102 <![CDATA[<p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Chega hoje ao fim o Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley. Surf e waveski estiveram hoje na água da praia do Centro e praia da Física, em Santa Cruz, Torres Vedras e já há vencedores. O Santa Cruz Pro 2016, prova da World Surf League (WSL) a contar para o mundial de qualificação que atribui ao primeiro classificado um total de 1.000 pontos, coroou como vencedores o francês Andy Criere e a atleta basca Garazi Sanchez Ortun. Em 2.º lugar ficaram os atletas que representam Portugal José Ferreira e Carol Henrique. </span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Na final masculina, José Ferreira que esteve em destaque ao longo de todo o campeonato, fez um score total de 5,66 pontos, perdendo assim para o francês Andy Criere, que somou 15 pontos. “Estou muito feliz. Portugal tem sido tão bom para nós, toda a semana, tenho amigos próximos que vivem na Ericeira, então estive lá, a surfar ondas super divertidas. Foi tudo ótimo desde o início. Estou muito feliz com o resultado, com as boas ondas. Na final eu sabia que tinha de lutar porque o José [Ferreira] é um excelente atleta e muito inteligente e eu tinha de me focar em ter duas boas ondas no início do heat e depois apanhar as ondas certas. Levo a vitória para casa e não podia estar mais feliz”, disse Andy Criere, vencedor do Santa Cruz Pro 2016.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Quanto ao surfista do Guincho, embora esteja feliz com o 2.º lugar confessou-se também um pouco desapontado. “É um misto das duas coisas. Estou feliz com o evento que fiz. A competição tem muito aquela coisa de que quando a pessoa ganha é a melhor, quando perde é a pior. Mas também há que ver um 2.º lugar num WQS é sempre um bom resultado. Estou feliz com a minha prestação ao longo do campeonato embora obviamente um pouco desapontado por não ter ganho a final. Mas sem dúvida que me deu uma motivação extra para a segunda parte do ano”, disse José Ferreira, que antes desta prova se encontrava na 101.ª posição do ranking mundial.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Embora ainda não tenha feito contas sobre quantos lugares sobe na lista, sabe a importância deste resultado. “Ainda não fiz contas. Agora tenho um campeonato em França, também um WQS e o meu objetivo este ano é manter-me no top 100, com o melhor resultado possível, se for no top 50 melhor ainda. Mas o objetivo é solidificar as minhas prestações em competição, especialmente em campeonatos de maior pontuação como os Prime [WQS 10.000 pontos], para começar a pensar entrar no WCT nos próximos anos”, avança o vice-campeão desta etapa. Quanto à onda de Santa Cruz, José Ferreira diz gostar muito. “Santa cruz é um local com imenso potencial, venho muito para cá treinar. E às vezes surfar só para me divertir. Acho uma iniciativa incrível da WSL apostar em novos sítios e apresentá-los ao mundo. Não só fazer campeonatos nos sítios mais comuns, mas ir para sítios menos previsíveis mas igualmente bons”, conclui.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Nas senhoras, o 1.º lugar foi para Garazi Sanchez Ortun. Na competição feminina, Carol Henrique foi derrotada no embate decisivo pela atleta basca, que somou 10,2 pontos, contra 9,1 de Carol. “É sempre muito difícil para qualquer atleta vencer algo. A verdade é que vencer uma prova acaba por nos motivar bastante. Ganhar é sempre muito especial, e ainda para mais com surfistas com tanto nível. Poder mostrar o meu surf é muito importante”, disse Garazi após a final. Sobre Carol afirmou que esta “ surfa muito bem”. “Em qualquer momento ela pode virar a bateria e levar o título para casa, por isso eu sabia que era uma final complicada, é ainda mais importante ganhar conta uma atleta como ela”, conclui Garazi.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Já Carol Henrique, que há um ano se sagrou campeã europeia júnior em Santa Cruz, recorda a boa ligação que tem com a praia. “Adoro esta onda, o meu surf encaixa bem nessa onda, e depois há a 'vibe' de todas as pessoas na praia torcendo por nós que faz toda a diferença”, começa por dizer a surfista que embora tenha crescido no Brasil, vive atualmente em Portugal, depois de se ter juntado ao irmão Pedro Henrique, também a competir pelo nosso país.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>“É sempre difícil chegar à final. Há sempre muita pressão e surfar bem. Queria vencer claro, mas estou feliz com o 2.º lugar. A derrota nem sempre é uma derrota. Sempre tiras coisas boas das derrotas. Estou feliz. Surfei bem em todo o campeonato. E agora é continuar a treinar para da próxima vez vencer”, conclui a atleta quem em agosto vai representar a seleção portuguesa nos Isa World Surfing Games, mundial por equipas.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Waveski: Um português no pódio e mais de 64 prémios</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>O Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles, prova do campeonato mundial de waveski integrado no Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, também chegou hoje ao fim. Na prova masculina Open o grande vencedor foi Virgile Humbert, deixando Pablo Arrouays (FRA) em 2.º, Maxime Gaborit (FRA) em 3.º e Dale Randahl em 4.º. Na prova feminina, o 1.º lugar vai para a francesa Olivia Floch, seguindo-se Oceane Lucas (FRA), Sandra Pienaar (ZAF) e Melissa Farthing (AUS), em 2.º, 3.º e 4.º respetivamente.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Esta prova do mundial de waveski contou um português na final. Na categoria Cadets, Gil Melo terminou a prova em 4.º lugar. “O heat correu bem, mas para os meus rivais correu melhor. Para mim já é uma vitória estar aqui entre os melhores do mundo, numa final onde estão atletas muito bons. Não deu para alcançar o 1.º lugar, mas estou contente com o meu resultado”, disse Gil Melo. Nesta categoria o vencedor foi Remi Clero (FRA), seguindo-se Quentin Menault (FRA) e Noe Le Meil (FRA).</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Em seniores, o vencedor foi Renan Leloutre (FRA). Em 2.º lugar ficou Dale Randahl (AUS), Sam McQueen-Jones (GBR) ficou na 3.ª posição e Ivan Pena (ESP), na 4.ª. Em New Age Clement Guilbert (FRA) levou a vitória, sendo que Adam Harvey (GGY) ficou em 2.º, Maxime Le Tallec em 3.ª e Duran Martin em 4.º.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>No escalão Juniores, o vencedor foi Ode Etxeberria (ESP), seguindo-se Oier Oruburu (ESP), Theo Gautier (FRA) e Alfonso De Juana (ESP). Em Masters, a vitória foi para Rees Duncan (AUS). Em 2.º lugar ficou Ian MacLeod (EUA), em 3.º Michael Orsmond (GBR) e em 4.º Graham Lancaster (AUS). Em Grand Masters, o grande vencedor foi Keiron Davies (GBR), seguindo-se Stephen Farthing (AUS), Francisco Nascimento (AUS) e Michael Dellar (ESP). </span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Na final de Veterans, uma final direta, o vencedor foi Steve Gibbs (NZ). Nas restantes posições ficaram John Inglas (GBR), Colin Sugars (AUS), Steve Riordan (EUA), e Mike Marsh (GBR) e, 2.º, 3.º, 4.º e 5.º lugares respetivamente. Na categoria Adaptive (waveski adaptado) o grande vencedor foi Felipe Doria (BRA), ficando Felipe Lima (BRA) em 2.º, Jeff Munson (EUA) em 3.º, Eric Perrier (FRA) em 4.º e Chris Oberle (EUA) na última posição.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Penúltima noite de Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley com mais de 9.000 pessoas</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Ontem, dia 23 de julho, a noite foi de muita festa com os Inner Circle, uma banda de reggae originária da Jamaica, considerada o maior grupo de reggae do país que acolheu mais de 9.000 pessoas. No final da noite, subiu ao palco o dj João Dinis feat. MC Angelo B. </span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 10pt"> <span>Hoje, última noite do Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, recebemos um filho da terra. NBC é o artista a subir ao palco a partir da meia-noite. Aquele que é um elemento de um dos grupos mais antigos no cenário do Hip Hop Português, conta já com mais de 20 anos de carreira. Neste concerto, NBC traz alguns convidados, entre eles Sir Scratch e Bob da Rage Sense, sendo que vão apresentar uma música inédita. NBC é um dos fundadores do hip-hop português, mas desde sempre que NBC se deixa influenciar pelo vibe do groove, pela energia do funk, pela irreverência do rock ou pela profundidade que só o soul e o blues conseguem imprimir. Segue-se o DJ Cenoura como já é habitual nesta última noite do evento, com rock dos anos 80 e 90.</span> </p> Sun, 24 Jul 2016 00:00:00 +0100 Surf Adaptado nos areais de Santa Cruz http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/99 <![CDATA[<div> O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley recebeu este sábado mais uma iniciativa da Surf Addict – Associação Portuguesa de Surf Adaptado. Mais de 40 pessoas – entre voluntários e participantes – marcaram presença nesta ação. </div> <div> <br /> </div> <div> Depois de já ter passado pela Praia da Rocha, São Torpes, Praia das Milícias (Açores), a Surf Addict visitou assim Santa Cruz. “Esta a 4.ª iniciativa do ano e surge inserida no Santa Cruz Ocean Spirit. Cada vez mais o surf adaptado tem uma palavra a dizer no meio do panorama do surf nacional. O convite para este tipo de eventos serve também para dar mais protagonismo ao surf adaptado. Não queremos ser conhecidos como os maiores do surf adaptado mas queremos ter uma palavra a dizer sempre e a associação tem tido um trabalho que é reconhecido fora do surf para pessoas com deficiência. É reconhecido como sendo um trabalho meritório e nota-se pela quantidade de pessoas que temos aqui hoje e por todo este ambiente criado. Temos crianças e pessoas com deficiência que vêm da Figueira da Foz e do Algarve propositadamente para surfar aqui porque confiam no nosso trabalho”, explica Nuno Vitorino, presidente da Surf Addict. </div> <div> <br /> </div> <div> Desde que começou a fazer este trabalho, a associação já chegou a mais de mil pessoas. “Até hoje orgulhamo-nos de já ter colocado mais de 1.300 pessoas com deficiência na água a surfar. Dessas, 20 pessoas surfam já regularmente e têm as suas pranchas, o que para nós é fantástico. Há quatro anos não havia nada disto. E daqui para a frente vai haver cada vez mais”, acrescenta Nuno. </div> <div> <br /> </div> <div> A iniciativa em Santa Cruz contou com cerca de 40 a 50 pessoas. “Num dia em que o mar não está fácil ter este número de pessoas é muito bom. O surf adaptado muda vidas. Não só as vidas de quem vai surfar, mas de quem proporciona a prática do surf. Estas pessoas vêm para aqui proporcionar um dia diferente a pessoas com deficiência. Se não fosse esta ação humana de solidariedade, que se vê e proporciona sorrisos no segundo a seguir, era muito difícil estas pessoas conseguirem surfar. Isto deixa-me muito emocionado e contente”, diz Nuno. </div> <div> <br /> </div> <div> E a Surf Addict tem novidades que passam por um modelo de competição também do Surf Adaptado. “Acreditamos que o modelo competitivo que estamos a planear com a Federação Portuguesa de Surf (FPS) vem incrementar e dar outro 'input' ao surf adaptado em Portugal. O primeiro campeonato de surf adaptado nacional vai ser uma realidade em breve. Ainda não temos uma data porque temos de dar passos muito seguros para quando for implementado não ter de se voltar atrás. Até porque o modelo internacional tem de ser avaliado e seguido”, explica o responsável, acrescentando que quando Portugal participar neste campeonato mundial será para ganhar. “Queremos lá estar com os melhores dos melhores, que também existem em Portugal. Sabemos que se um dia pisarmos o pé na Califórnia, nesse campeonato, e isto não é arrogância ou falta de humildade, sabemos que vamos dar muita luta”, conclui. </div> <div> <br /> </div> <div> <br /> </div> Sat, 23 Jul 2016 00:00:00 +0100 António Stott vence etapa do Nacional de Bodysurf http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/101 <![CDATA[<!--[if gte mso 9]><xml> 1024x768 </xml><![endif]--> <p> O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley recebeu hoje uma nova modalidade: bodysurf. Depois de Carcavelos e da Costa da Caparica, foi a vez de Santa Cruz acolher  a 3.ª etapa do Campeonato Nacional de Bodysurf, com 38 atletas inscritos. O grande vencedor desta etapa foi António Stott, atual campeão nacional da modalidade, que terminou o heat com um score total de 10,85 pontos (em 20 possíveis). Em 2.º lugar na etapa ficou Miguel Rocha, seguindo-se Nuno Mesquita (3.º) e Pedro Collaço (4.º). O circuito segue agora para Vagos, a 20 de agosto, e Peniche, a 10 de setembro.  </p> <p> No surf, o português José Ferreira está nas meias-finais do Santa Cruz Pro 2016, uma prova de qualificação a contar para o mundial de surf. O surfista do Guincho que esteve em destaque ao longo do dia - depois de, no heat do round 3, ter feito um score total de 16,34 pontos (em 20 possíveis), combinando duas ondas de 8,17 pontos (em 10 possíveis), - voltou a vencer nos quartos-de-final, garantindo assim um lugar na fase seguinte da prova. </p> <p> "O dia todo foi muito sobre seleção de ondas, e quem está nas melhores ondas tem feito os melhores scores. Eu nesse heat [round 3] consegui duas ondas boas. E neste round [quartos-de-final] a maré já estava muito cheia, portanto foi uma adaptação às condições, mas felizmente escolhi as ondas que devia", disse José Ferreira ao sair da água. </p> <p> "Ter um bom resultado nesta prova seria, sem dúvida, muito importante, não só pela questão dos pontos. É uma questão de confiança. Os campeonatos mais pequenos não dão muitos pontos, mas são muito importantes para a nossa confiança. Estou a passar mais rounds, a fazer boas ondas, bons scores e isso traz sentimentos muito positivos para campeonatos mais importantes, onde há mais pontos. Os mil pontos seriam incríveis, claro, mas neste momento não estou tanto a pensar se fico em primeiro ou segundo, estou a pensar heat a heat, onda a onda. E tentar fazer uma boa prestação", avançou. </p> <p> Nas meias-finais o surfista que está atualmente na posição 101 do ranking mundial vai defrontar o atleta das ilhas Reunião Jorgann Couzinet (que já encontrou no round 3 da prova). Quanto a expetativas para a próxima fase: "São bastantes simples, analisar o mar com o meu treinador, ir para o mar com uma estratégia e tentar fazer aquilo que eu sei. Não estou muito preocupado com lugares, quero fazer boas prestações e melhorar em competição", concluiu o surfista do Guincho. </p> <p> Quem não teve a mesma "sorte" de José Ferreira foram Guilherme Fonseca, Eduardo Fernandes, Tomás Fernandes e Nicolau von Rupp. Guilherme Fonseca foi o primeiro português a entrar na água no heat 1 do round 3, mas acabou por ser eliminado do Santa Cruz Pro 2016, ao ficar em terceiro lugar na bateria. Nicolau von Rupp e Eduardo Fernandes ficaram pelo caminho na 3.ª bateria deste round, em 3.º e 4.º lugares respetivamente. Já Tomás Fernandes foi eliminado no 4.º heat, ficando na 3.ª posição. </p> <p> Na prova feminina, também Carol Henrique está nas meias-finais da prova. No primeiro heat do dia - já a contar para os quartos-de-final - tivemos na água as portuguesas Carol Henrique e Yolanda Hopkins. Foi a irmã de Pedro Henrique quem levou a melhor, vencendo a bateria com um score total de 10,83 pontos (em 20 possíveis) contra os 8 pontos da surfista do Algarve. No segundo heat do dia, a portuguesa Mariana Assis acabou por ficar pelo caminho perdendo com a basca Maddi Aizpurua Garbayo, atleta que vai defrontar Carol Henrique (única atleta portuguesa ainda em prova) nas meias-finais. Na outra meia-final, competem Emily Currie (GBR) e Garazi Sanchez Ortun (EUK). Amanhã o Santa Cruz Pro 2016 tem chamada marcada para as 10h30 para se realizarem as meias-finais e finais de ambas as provas. </p> <p> Waveski: Prova de Open e Seniores prosseguem em Santa Cruz </p> <p> O Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles, prova do campeonato mundial de waveski integrado no Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, continuou hoje a decorrer, tendo-se realizado logo pela manhã quatro heats do round 2 Open masculino. Seguiu-se um heat do round 3 do escalão Seniores. A prova foi entretanto interrompida, sendo retomada de novo à tarde. Decorreram então os restantes heats do round 3, e os quartos-de-final do Open. Seguiram-se as meias-finais de seniores e de Open. </p> <p> Assim, todas as finais serão disputadas amanhã a partir das 9h30. A final de seniores será disputada pelos seguintes atletas: Sam McQueen-Jones (GBR), Ivan Pena (ESP), Renan Leloutre (FRA) e Dale Randahl (AUS). Em Cadets, os atletas a marcar presença na bateria final são Remi Clero (FRA), Quentin Menault (FRA), Noe Le Meil (FRA) e o português Gil Melo. No escalão Juniores, os finalistas são Ode Etxeberria (ESP), Oier Oruburu (ESP), Alfonso De Juana (ESP) e The Gautier (FRA). Clement Guilbert (FRA) e Maxime Le Tallec (FRA) disputam amanhã a final New Age, enquanto em Masters teremos Michael Orsmond (GBR), Reen Duncan (AUS), Ian MacLeod (EUA) e Graham Lancaster (AUS) e em Grand Masters teremos Stephen Farthing (AUS), Keiron Davies (GBR), Francisco Nascimento (AUS) e Michael Dellar (ESP). Na final de Veterans, uma final direta, os atletas em competição são Colin Sugars (AUS), Steve Riordan (EUA), Steve Gibbs (NZ), John Inglas (GBR), Mike Marsh (GBR). </p> <p> Para finalizar, na final feminina estão as francesas Oceane Lucas e Olivia Floch e na final da prova principal, entram nas baterias da final man-on-man Maxime Gaborit (FRA), Virgile Humbert (FRA), Pablo Arrouays (FRA), Dale Randahl (AUS). </p> <p> Na categoria Adaptive (waveski adaptado) estão os seguintes atletas: Felipe Doria (BRA), Jeff Munson (EUA), Eric Perrier (FRA), Felipe Lima (BRA), Chris Oberle (EUA). </p> <p> Surf Adaptado nos areais de Santa Cruz </p> <p> O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley recebeu este sábado mais uma iniciativa da Surf Addict - Associação Portuguesa de Surf Adaptado. Mais de 40 pessoas - entre voluntários e participantes - marcaram presença nesta ação. </p> <p> Depois de já ter passado pela Praia da Rocha, São Torpes, Praia das Milícias (Açores), a Surf Addict visitou assim Santa Cruz. "Esta a 4.ª iniciativa do ano e surge inserida no Santa Cruz Ocean Spirit. Cada vez mais o surf adaptado tem uma palavra a dizer no meio do panorama do surf nacional. O convite para este tipo de eventos serve também para dar mais protagonismo ao surf adaptado. Não queremos ser conhecidos como os maiores do surf adaptado mas queremos ter uma palavra a dizer sempre e a associação tem tido um trabalho que é reconhecido fora do surf para pessoas com deficiência. É reconhecido como sendo um trabalho meritório e nota-se pela quantidade de pessoas que temos aqui hoje e por todo este ambiente criado. Temos crianças e pessoas com deficiência que vêm da Figueira da Foz e do Algarve propositadamente para surfar aqui porque confiam no nosso trabalho", explica Nuno Vitorino, presidente da Surf Addict. </p> <p> Desde que começou a fazer este trabalho, a associação já chegou a mais de mil pessoas. "Até hoje orgulhamo-nos de já ter colocado mais de 1.300 pessoas com deficiência na água a surfar. Dessas, 20 pessoas surfam já regularmente e têm as suas pranchas, o que para nós é fantástico. Há quatro anos não havia nada disto. E daqui para a frente vai haver cada vez mais", acrescenta Nuno. </p> <p> A iniciativa em Santa Cruz contou com cerca de 40 a 50 pessoas. "Num dia em que o mar não está fácil ter este número de pessoas é muito bom. O surf adaptado muda vidas. Não só as vidas de quem vai surfar, mas de quem proporciona a prática do surf. Estas pessoas vêm para aqui proporcionar um dia diferente a pessoas com deficiência. Se não fosse esta ação humana de solidariedade, que se vê e proporciona sorrisos no segundo a seguir, era muito difícil estas pessoas conseguirem surfar. Isto deixa-me muito emocionado e contente", diz Nuno. </p> <p> E a Surf Addict tem novidades que passam por um modelo de competição também do Surf Adaptado. "Acreditamos que o modelo competitivo que estamos a planear com a Federação Portuguesa de Surf (FPS) vem incrementar e dar outro 'input' ao surf adaptado em Portugal. O primeiro campeonato de surf adaptado nacional vai ser uma realidade em breve. Ainda não temos uma data porque temos de dar passos muito seguros para quando for implementado não ter de se voltar atrás. Até porque o modelo internacional tem de ser avaliado e seguido", explica o responsável, acrescentando que quando Portugal participar neste campeonato mundial será para ganhar. "Queremos lá estar com os melhores dos melhores, que também existem em Portugal. Sabemos que se um dia pisarmos o pé na Califórnia, nesse campeonato, e isto não é arrogância ou falta de humildade, sabemos que vamos dar muita luta", conclui. </p> <p> Na noite Mega Hits, subiu ao palco Olga Ryazanova (dj Sexation) e Nelson Cunha </p> <p> Ontem, sexta-feira, a noite foi dedicada à Mega Hits, rádio oficial do evento e contou com cerca de 8.000 visitantes. No palco tivemos Olga Ryazanova. Conhecida por DJ Sexation, nasceu na Polónia, e veio animar esta noite, seguindo-se o DJ Nelson Cunha. </p> <p> Hoje, dia 23 de julho, a noite está reservada para os Inner Circle, uma banda de reggae originária da Jamaica, considerada o maior grupo de reggae do país. Sucessos como o single "Sweat (A La La La La Long)", lançado em 1993, fazem parte do Curriculum desta banda que nasceu em 1968 pela mão dos irmãos Ian (baixo) e Roger Lewis (guitarra), em Kingston. No final da noite, sobe ao palco o dj João Dinis feat. MC Angelo B. </p> <!--[if gte mso 9]><xml> Normal 0 21 false false false </xml><![endif]--><!--[if gte mso 9]><xml> </xml><![endif]--><!--[if !mso]> <object classid="clsid:38481807-CA0E-42D2-BF39-B33AF135CC4D" id=ieooui> </object> <style> st1\:*{behavior:url(#ieooui) } </style> <![endif]--><!--[if gte mso 10]> <style> /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;} </style> <![endif]--> Sat, 23 Jul 2016 00:00:00 +0100 Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles já em fases finais http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/97 <![CDATA[<!--[if gte mso 9]><xml> 1024x768 </xml><![endif]--> <p> O Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles, prova do campeonato mundial de waveski integrado no Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, já chegou às fases finais, sendo que hoje decorreu mais a norte na praia do Mirante, Santa Cruz, Torres Vedras. </p> <p> A manhã começou com os quartos-de-final de New Age (21 aos 29 anos) e Masters (40 aos 49 anos), seguindo-se as meias-finais da prova feminina, os quartos-de-final do escalão Juniors (17 aos 20 anos), e a meias-finais de New Age e Juniors. Decorreram ainda as meias-finais de Cadets (13 aos 16 anos), Grand Masters (50 aos 59 anos) e Masters. </p> <p> No surf, neste terceiro dia de Santa Cruz Pro 2016, o palco da prova mudou do Mirante para a praia da Física. Durante a manhã decorreram as baterias do round 2 da prova masculina. Guilherme Fonseca, Eduardo Fernandes, Tomás Fernandes, José Ferreira e Nicolau von Rupp são os surfistas portugueses apurados para a terceira ronda da prova do mundial de qualificação. </p> <p> As figuras desta manhã foram o francês Andi Criere - que fez a nota mais alta do dia (9,10 pontos em 10 possíveis) e o score mais alto do dia (16,60 pontos em 20 possíveis) em ondas de meio metro e com bastante vento - e o português José Ferreira. O surfista do Guincho fez a segunda melhor onda do dia (8,50 pontos em 10 possíveis), passando em primeiro lugar no heat 7 desta ronda que disputou com Nic von Rupp (que também segue para a ronda 3), Pedro Coelho (PRT) e Arthur Lassee (MTQ), ambos eliminados da prova. </p> <p> Os atletas portugueses (ou a competir por Portugal) eliminados nesta segunda fase foram André Moi, Jhon Junior, Salvador Couto, Frederico Magalhães, João Kopke, Ruben Gonzalez, Pedro Correia, João Guedes e Jácome Correia. </p> <p> Amanhã a prova tem chamada marcada para as 9h30. No primeiro heat do round 2 teremos na água, na prova masculina, o surfista de Peniche Guilherme Fonseca, juntamente com Vicente Romero (ESP), Ethan Egiguren (EUK) e Nelson Cloarec (FRA). No caso das senhoras, o primeiro heat dos quartos-de-final é português: na água teremos Carol Henrique e Yolanda Hopkins. </p> <p> </p> <p> Na noite Mega Hits, sobe ao palco a DJ Sexation e o DJ Nelson Cunha </p> <p> Ontem, Overule feat. MC Virgul receberam mais de 4.200 pessoas. Há poucos palcos que Bruno Castro (Overule) não tenha já pisado. Reconhecido em Portugal e além-fronteiras, o DJ e produtor tem sempre uma média anual de 150 atuações. A ele juntou-se nesta noite Virgul, que todos conhecemos como tendo sido um dos grandes nomes dos Da Weasel, seguindo depois para outros projetos como os Nu Soul Family. Recentemente estreou-se a solo, sendo que o álbum sai este verão. O primeiro single chama-se "I Need This Girl" e foi escrito por Carlão e Virgul, que assim se "reencontram", e tem música de Héber Marques, dos HMB. A noite terminou com Van Breda na mesa de mistura e com sucessos como "Sentadinha" a levar o público ao rubro. </p> <p> Hoje, sexta-feira, recebemos o fim-de-semana com uma noite dedicada à Mega Hits, rádio oficial do evento. E no palco teremos Olga Ryazanova. Conhecida por DJ Sexation, nasceu na Polónia, vai animar esta noite, seguindo-se o DJ Nelson Cunha. </p> <!--[if gte mso 9]><xml> Normal 0 21 false false false </xml><![endif]--><!--[if gte mso 9]><xml> </xml><![endif]--><!--[if !mso]> <object classid="clsid:38481807-CA0E-42D2-BF39-B33AF135CC4D" id=ieooui> </object> <style> st1\:*{behavior:url(#ieooui) } </style> <![endif]--><!--[if gte mso 10]> <style> /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;} </style> <![endif]--> Fri, 22 Jul 2016 00:00:00 +0100 Ecoevento: Um festival com Certificação Ambiental http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/98 <![CDATA[<p> O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley é um festival com preocupações ambientais. Este ano conta com uma Certificação Ambiental atribuída pela Sociedade Ponto Verde (SPV) que consiste na "recolha e separação dos resíduos produzidos na montagem, durante e desmontagem do evento", explica Marta Rodrigues, chefe de divisão de Ambiente e Sustentabilidade da Câmara Municipal de Torres Vedras. </p> <p> Ao longo da Aldeia Neptuno contam-se um ecocentro (nas traseiras do palco) com recolha de resíduos diária durante a madrugada, oito ecopontos, oito contentores para vidro só disponíveis nos bares e oito contentores indiferenciados, para resíduos urbanos. </p> <p> "Depois de no ano passado termos tido uma parceria com Valorsul, este ano quisemos dar mais um passo e ter mesmo a Certificação. Temos vários contentores em todo o espaço do recinto, fizemos uma ação de sensibilização e fiscalização aos bares, até porque no final do evento pretendemos atribuir o prémio de Ecobar à semelhança do que já fizemos no ano passado. Vence o prémio aquele que tiver mais preocupações ambientais e tiver feito uma maior separação dos resíduos", avança ainda Marta Rodrigues.. </p> <p> Quanto a números, até ao momento, foram recolhidos durante a fase da montagem, 100 kg de papel/cartão e 5,2 kg de embalagens. No total, entre dia 15 de julho (de montagem) e o dia de hoje, foram recolhidos 440 kg de papel, 1165,2 kg de embalagens, 940 kg de vidro, e 2.660 kg de resíduos indiferenciados. </p> Fri, 22 Jul 2016 00:00:00 +0100 Projeto “Surf Salva” de volta ao Santa Cruz Ocean Spirit http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/100 <![CDATA[<p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley acolheu ontem, na Aldeia Neptuno, o projeto Surf Salva, para a realização de um workshop ligado ao salvamento aquático. Esta formação “consistiu em dotar as crianças da ferramenta que lhes faltava, que é o que fazer durante e depois de trazer uma vítima de dentro de água”, afirmou o Sargento Jorge Silva, do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN).</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>Esclarecendo ainda que, “o projeto inicial começou em 2014 com 30 ações, e em 2015 também foram 30 ou 32, sem contar com as aberturas dos eventos, onde estão sempre presentes várias figuras públicas que são padrinhos dos projetos, neste caso temos o Pedro Lima”.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>A iniciativa Surf Salva atua em 6 vertentes de salvamento, as quais beneficiam do apoio de várias entidades parceiras segundo explica o formador: “O Surf Salva e o Surf Salva Para Todos, estão aliados ao Lidl Portugal. Depois temos o Verão Campeão que é uma campanha de sensibilização para as crianças e tem como parceiro a Fundação Vodafone. Temos também a Piscina Mais Segura, igualmente com a Fundação Vodafone, que se realiza nas piscinas de utilização pública. <span> </span>E este ano temos uma novidade que é o Surf Camp, dedicado às crianças mais carenciadas, que estão institucionalizadas. Estas crianças, dos 10 aos 17 anos, para além de terem aulas de surf todas as terças e quintas, também recebem formação todos os dias, desde cuidados a ter na água ou suporte básico de vida. E por último, há outra campanha, através da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que é o Surf Salva Proteção Solar, que aborda os cuidados a ter com raios UV, e conselhos sobre a proteção solar”.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>A ação desenvolvida no Santa Cruz Ocean Spirit foi uma das 30 ações previstas nas praias de norte a sul do país.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>Assim, o workshop realizado na Aldeia Neptuno consistiu numa formação transmitida a 17 crianças, que abordou os procedimentos básicos a ter ao prestar socorro, seguindo-se uma aula prática na piscina.</span> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 8pt; text-align: justify"> <span>Quanto à presença do Surf Salva no Santa Cruz Ocean Spirit, Jorge Silva afirma que “faz todo o sentido, visto que este é um evento internacional de desportos de ondas e desde que a iniciativa apareceu tem sido sempre feita aqui”.</span> </p> Fri, 22 Jul 2016 00:00:00 +0100 Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles continua na Praia do Centro http://www.oceanspirit.pt/noticias/detalhes/96 <![CDATA[<!--[if gte mso 9]><xml> 1024x768 </xml><![endif]--> <p> O Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles, prova do campeonato mundial de waveski integrado no Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, continua a decorrer nas águas da Praia do Centro, Santa Cruz, Torres Vedras. São mais de 90 atletas de 14 países e por isso esta é uma competição que decorre ao longo de vários dias. Hoje, os primeiros a entrar na água foram os atletas das rondas 2 de repescagens dos escalões Masters (40 aos 49 anos), Grand Masters (50 aos 59 anos), Juniores (17 aos 20 anos), Cadetes (13 aos 16 anos) e New Age (21 aos 29 anos). </p> <p> Seguiram-se os dois heats dos quartos-de-final do Open Feminino. Na meia-final estão assim Sandra Pienaar (ZAF), Ocean Lucas (FRA), Olivia Floch (FRA) e Melissa Farthing (AUS). Decorreu ainda, durante a manhã de hoje, o round 2 de repescagens do escalão Séniores, e os quartos-de-final de Cadetes. Neste último escalão estão apurados para as meias-finais os seguintes atletas:  Remi Clero (FRA), Maxime Hirigoyen (FRA), Noe Le Meil (FRA), Quentin Menault (FRA), Hodei Crujeras (ESP) e Gil Melo (PRT). </p> <p> Já são também conhecidos os atletas que vão disputar a final da categoria Adaptive (waveski adaptado): Felipe Doria (BRA), Jeff Munson (EUA), Eric Perrier (FRA) e Felipe Lima (BRA). Amanhã continua o quinto dia de Ocean Spirit World Waveski Surfing Titles, a partir das 8h30. </p> <p> Surf: Catorze portugueses no segundo round da prova masculina </p> <p> No surf, neste segundo dia de Santa Cruz Pro 2016 realizaram-se os restantes heats da primeira ronda da prova masculina e ainda quatro heats da prova feminina. A competição do mundial de qualificação - que se realiza pela primeira vez em Santa Cruz, a convite da Câmara Municipal de Torres Vedras, no âmbito do 10.º edição do Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley, - decorreu durante a manhã de hoje e ficámos assim a conhecer os 14 surfistas portugueses - ou a residir no País - que seguem em frente na prova. Na praia do Mirante, mais a Norte, destaque para o atleta das ilhas Reunião Jorgann Couzinet que fez a onda mais alta do dia (8,67 pontos em 10 possíveis). Entre os portugueses, destaque para Nic von Rupp que fez uma onda pontuada com 6,83 pontos. </p> <p> Seguem ainda em frente para o segundo round Ruben Gonzalez, João Kopke, Tomás Fernandes, Frederico Magalhães, José Ferreira, Jácome Correia, João Guedes e Pedro Coelho que se juntam aos já apurados, no primeiro dia de prova, Jhon Junior, Guilherme Fonseca, Salvador Couto e Andre Moi. Pelo caminho, neste segundo dia de prova, ficaram os portugueses Tiago Santos, Francisco Carrasco, Tomás Ferreira, Miguel Madeira, Francisco Santos e Robertson Gonçalves. Amanhã a prova tem chamada marcada para as 9h. </p> <p> No primeiro heat do round 2 teremos na água André Moi - atleta brasileiro a residir em Portugal e que compete pelo nosso país -, Vicente  Romero (ESP), Facundo Arreyes (ARG) e Titouan Boyer (MAF). De notar que nesta ronda teremos ainda um heat totalmente português. Na sexta bateria entrarão na água Ruben Gonzalez, Eduardo Fernandes, João Kopke e Tomás Fernandes. </p> <p> Na prova feminina o grande destaque foi para Carol Henrique - atleta que já venceu três etapas consecutivas da Liga Moche este ano - que fez uma excelente prestação nas ondas de Santa Cruz ao vencer o primeiro heat da prova com um score total de 15,17 pontos em 20 possíveis. </p> <p> Apuradas para os quartos-de-final estão as seguintes atletas: as portuguesas Carol Henrique, Yolanda Hopkins e Mariana Assis e ainda as bascas Maddi Aizpurua Garbayo, Ainara Aymat, Garazi Sanchez Ortun, Emily Currie (GBR) e Isabel Gundin (ESP). </p> <p> Mais para Sul, na Aldeia Neptuno, decorreu mais uma vez este ano a iniciativa "Surf Salva", um projeto do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN). Nesta edição, foram quase 20 as crianças que participaram no workshop que teve como objetivo prevenir situações de risco associadas à época balnear, através de ações de sensibilização e de formação que ajudem a prestar auxílio e a reduzir o número de afogamentos. </p> <p> DJ Overule e MC Virgul e ainda DJ Van Breda sobem hoje ao palco </p> <p> Ontem, e antes de passarmos aos convidados musicais, mais de 180 pessoas participaram na Night Run. Com o verão a chegar, e à semelhança dos anos anteriores, a prova conta com várias edições ao longo do ano, sendo que a de ontem passou pelo Santa Cruz Ocean Spirit powered by Tetley. Com saída da Azenha, às 21h30, a prova passou por vários pontos de Santa Cruz, como por exemplo a Aldeia Neptuno. </p> <p> De seguida, a festa fez-se com os Meninos da Vadiagem para mais de 3.600 pessoas. Este é um projeto musical de Stº André (DJ e MC), Mike (Maschine) e Thomas (Scratch). Os três compõem este explosivo coletivo de DJs. O nome expressa a forma de viver destes três amigos e representa a ideologia de uma geração. A noite terminou com a energia de Filipa More na mesa de DJ, a partir da 1h30. </p> <p> Hoje, a festa promete já que os convidados são de renome. A partir da meia-noite, Overule feat. MC Virgul vão animar a noite. Há poucos palcos que Bruno Castro (Overule) não terá já pisado. Reconhecido em Portugal e além-fronteiras, o DJ e produtor tem sempre uma média anual de 150 atuações. A ele junta-se nesta noite Virgul, que todos conhecemos como tendo sido um dos grandes nomes dos Da Weasel, seguindo depois para outros projetos como os Nu Soul Family. Recentemente estreou-se a solo, sendo que o álbum sairá este verão. O primeiro single chama-se "I Need This Girl" e foi escrito por Carlão e Virgul, que assim se "reencontram", e tem música de Héber Marques, dos HMB. A noite termina com Van Breda na mesa de mistura. </p> <!--[if gte mso 9]><xml> Normal 0 21 false false false </xml><![endif]--><!--[if gte mso 9]><xml> </xml><![endif]--><!--[if !mso]> <object classid="clsid:38481807-CA0E-42D2-BF39-B33AF135CC4D" id=ieooui> </object> <style> st1\:*{behavior:url(#ieooui) } </style> <![endif]--><!--[if gte mso 10]> <style> /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;} </style> <![endif]--> Thu, 21 Jul 2016 00:00:00 +0100